Índice de inadimplência cresce no nordeste!

A crise econômica tem assolado todo território nacional e as instituições de ensino não ficam de fora.

E no cenário educacional o nordeste tem surgido como a região que tem encontrado dificuldades para contornar a inadimplência junto a suas instituições.

A exemplo da paraíba que pode fechar aproximadamente 100 instituições do ensino privado neste ano de 2018.

Isso se dá especialmente pela inadimplência de pais de alunos da EBeducação básica.

As pequenas instituições são as que mais têm sido atingidas pelo não pagamento das mensalidades.

Há 60 anos atuando em João Pessoa o instituto João XXIII em carta aberta aos pais dos alunos informa que atualmente operam com 12% da sua capacidade, nesta carta comunica que:  “O custo do colégio é em superior à receita com as mensalidades, acumulando assim um grande prejuízo para a instituição”.

Soluções adotadas

Muitas soluções tem sido adotadas pelas instituições de ensino, tendo em vista que o Código de Defesa do Consumidor , as instituições não podem impedir a entrada de alunos ou de fazer qualquer atividade acadêmica por falta de pagamento.

As instituições de ensino  podem tomar atitudes mais radicais acionando judicialmente os pais ou responsáveis caso o aluno não seja de maior idade.

Outra medida que pode ser tomada e menos ofensiva seria no fim do ano letivo não efetuar a renovação de sua matrícula enquanto houver débitos vencidos e não negociados.

Muitas instituições tem encontrado nos serviços de empresas de recuperação de crédito, uma solução para resgatarem os valores dos serviços prestados aos alunos

A DDM Cobrança Educacional, atua a mais de 15 anos na recuperação de recebíveis, instituições reconhecidas nacionalmente tem encontrado na DDM métodos eficazes no tratamento com qualidade e sucesso.